• Técnica Pomodoro - Como ela tem me ajudado na gestão da produtividade

    Fonte da imagem acima: https://blog.hotmart.com/en/pomodoro-technique

    Gestão da Produtividade é um termo mais apropriado do que produtividade do trabalho. Maior produtividade significa menos suor humano, não mais. (Henry Ford)

    Eu estou em esquema de home office. Foi uma mudança muito rápida, o coronavírus veio e não deu muita chance de planejamento, foram várias decisões tomadas em um espaço de tempo muito pequeno e todos nos vimos com as vidas completamente desorganizadas.

    Todo mundo que eu conheço diz que gosta da ideia de ter pelo menos um ou dois dias por semana para trabalhar de casa, evitando trânsito, transporte público super lotado entre outros fatores que transformam nossa rotina em algo extremamente cansativo. 

    Porém eu tenho certeza que a maioria não estava tão preparada assim para ter seu desejo realizado tão literalmente. Claro, sei que todos queriam o home office e não uma pandemia, que era um desejo de melhora na qualidade de vida e não algo condicionado a uma obrigatoriedade para sobreviver, mas enfim, a nossa vida é mutável e a gente se viu diante de uma realidade totalmente nova em poucas semanas.

    A grande verdade é que trabalhar de casa é uma grande responsabilidade, gosto de pensar que é a hora de "mostrar quem é ou não é responsável", pois você precisa mostrar muito mais comprometimento, afinal seus colegas de trabalho não estão te vendo sentado na sua baia, eles precisam saber que você está em casa realizando o mesmo trabalho de antes, você precisa passar essa confiança.

    Portanto gerir sua produtividade nesse cenário é fundamental. Gosto de pensar que se você trabalha num time ágil, você sabe fazer muito bem o auto-gerenciamento do seu tempo e das suas atividades, sem precisar de alguém no seu pé o tempo todo para que o trabalho seja feito no tempo combinado. Se você não trabalha em um time ágil, gosto de imaginar então que você tem essa noção e mesmo quando não é cobrado, tem consciência de que seus prazos impactam no resultado de toda a organização, portanto você faz o que é necessário e no tempo proposto.

    Eu entendo também e vivenciei na pele a dificuldade de re-adaptar a rotina. Não é só trazer o meu laptop do trabalho e ligar em casa e tudo está ok. Nosso cérebro precisa mudar a "chavinha". Estamos habituados a sair de casa para trabalhar e voltar para descansar, nosso cérebro "decora" essa rotina, portanto quando de um dia para o outro eu precisei ficar o tempo todo em casa, meu cérebro meio que bugou, ou seja, ficou sem entender essa mudança brusca no modo de viver.

    Óbvio que os primeiros dias foram difíceis. Além dessa mudança toda, a gente precisou lidar com uma enxurrada de informações negativas, medos e incertezas, não tem como não perder um pouco o "juízo" no meio de tudo isso, por mais centrada ou inteligente emocionalmente que a pessoa seja.

    Depois de recuperada do choque inicial, eu tomei algumas decisões para me ajudar a passar por esse período de isolamento sem surtar, como por exemplo, evitar ficar lendo todo e qualquer conteúdo relacionado à pandemia, tirar alguns projetos pessoais da gaveta e intensificar o estudo de alguns cursos e outras línguas, aproveitando o tempo de sobra do deslocamento até e de volta do trabalho todo dia.

    Isso ajudou a melhorar o meu emocional, mas ao mesmo tempo se tornou outro desafio. Sim, pois eu preciso continuar entregando um trabalho de qualidade e preciso aprender novamente a ter tempo de sobra para outras coisas. Faz algum tempo que eu terminei minha primeira faculdade e meu curso de inglês, portanto não estava mais tão habituada a trabalhar e estudar em qualquer tempo livre que eu tinha.

    E eu também tenho uma família. Sou mãe de uma criança de 9 anos com necessidades especiais e que demanda mais tempo de cuidados, sou esposa, tenho pai e mãe, irmão e cunhados, pessoas para quem também preciso dedicar tempo. 

    Portanto passar noites estudando estava fora de cogitação. Como resolver esse impasse então?

    Foi aí que a técnica pomodoro entrou.

    Gente, não é nada novo. Se vocês pesquisarem a origem no Google vão ver que ela foi desenvolvida em 1980 por Francesco Cirillo. Portanto, não é algo que nasceu ontem.

    Basicamente, a técnica consiste em incrementos de 30 minutos, onde por 25 minutos você vai trabalhar ou realizar determinada atividade de forma focada e depois descansar "obrigatoriamente" por 5 minutos. Ao final de 10 incrementos de 30, você ganha uma pausa maior, 15 minutos.

    Pode parecer absurdo num primeiro momento, mas quando você aplicar pela primeira vez, vai fazer completo sentido e você vai se sentir muito mais produtivo e ao mesmo tempo terá tempo para outras atividades durante o seu dia.

    Como eu uso?

    Eu tenho um aplicativo de pomodoro instalado, há várias versões na internet para você baixar, são bem simples e intuitivos. Nele eu tenho uma espécie de alarme para não esquecer as pausas. Durante as pausas eu faço várias coisas, desde levantar da cadeira e alongar um pouco, lembrar de beber água, resolver alguma questão pessoal ou assistir um vídeo de algum curso que eu esteja fazendo.

    A gente precisa dessas pequenas pausas. Quando focamos longamente em determinada tarefa a tendência é perder qualidade ao longo do tempo, portanto ao parar por 5 minutos a cada meia hora você re-energiza seu cérebro para recomeçar a atividade com muito mais atenção. Ao mesmo tempo que você garante tempo para si próprio durante seu dia.

    O que eu consegui com isso? 

    Continuo produtiva no meu trabalho e ouso dizer que mais que antes. Consegui terminar alguns cursos que estavam parados e estou no terceiro post para o blog somente esse mês. Portanto, comigo funciona muito bem e espero que você possa dar uma chance e tentar ver se com você vai ser legal também.

    Como toda novidade, a gente tende a torcer o nariz num primeiro momento, mas eu te convido para fazer uma semana de teste, depois você me conta os resultados.

    Num momento onde nos tornamos tão ávidos por agilidade e estamos vivendo de forma tão digital, é imprescindível buscar ajuda para manter o foco nas coisas importantes.

    Espero que eu tenha te ajudado um pouquinho e até a próxima. Comente ou me mande mensagem se você tiver alguma dúvida ou precise de alguma ajuda ok?

    #besafe #beathome
  • You might also like

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário